quinta-feira, 12 de março de 2009

Father and Son


Pais e filhos....que relação existe nos dias de hoje entre eles? algo complexa certo? principalmente quando os pais estão separados...a educação vinda de cada um dos lados é diferente...até que ponto os pais estão preocupados em explicar o conceito de "vida" aos filhos..?.e não só apenas conversas banais?
Os pais, acabam por refazer a vida com outra pessoa , será o mais normal que isso aconteça....mas não é nada conveniente, apresentar os filhos logo no inicio.....apesar de que gostaríamos de apresentar os filhos a pessoa que está ao nosso lado, mas não podemos ser egoístas a esse ponto, e não pensar no que as crianças vão pensar. Há que primeiro fortalecer a relação e só depois dar a conhecer que a pessoa que ela vê as vezes com um dos pais, é a pessoa que um dos pais ama ....tanto falo , do lado da mãe como do lado do pai....
Ponha-se no lado das crianças....o que eles vão pensar quando virem um dos pais com outra pessoa....e chamarem-nos de filhos o qual não somos mas sim enteados....mas por um lado como uma vez ouvi....pai não é quem tem mas sim quem cria.....isto aplica-se também para o lado oposto....Quando os pais voltam a ter um relacionamento não devem pedir a pessoa com quem estamos que faça papel de mãe ou pai....conforme a situação...acho isso errado de pedir. Mas sim que goste dela (criança) e trata-a bem...custa penso que sim, não sei....alias, o verdadeiro lugar da mae ou do pai nunca é substituido. Nem nunca poderíamos pedir seja a quem for! O importante é a amizade, o carinho que se tem pela criança e esse carinho, essa amizade tem que se dar gratuitamente e não porque é pedido.




2 comentários:

  1. acredita que realmente "Pai" não é quem tem e sim quem cria.....passei por isso.....;)

    e se quem tá connosco trata nossos filhos como sendo deles próprios....acredita que é uma benção!
    não é nessário serem "pais" basta serem AMIGOS.......

    Beijos

    ResponderEliminar
  2. Pai,mãe,avó,avô, é quem lá está SEMPRE,quem nos dá carinho,quem nos mima quando estamos doentes,quem nos acolhe em sua casa ou no seu colo quando precisamos,quem se preocupa...e nem sempre isso acontece com os biológicos,os que nós dizemos "que têm o nosso sangue"!

    Quando gostamos de alguém e esse alguém já tem filhos,por principio gostamos dos filhos dessa pessoa...
    Claro que não podemos obrigar ninguém a gostar dos nossos filhos ou a "aturar" os nossos filhos,mas também há a questão de os filhos não gostarem de quem queremos ter na nossa vida como companheiro ou companheira...

    É complicado,porque nem a pessoa é obrigada a gostar dos nossos piolhos e os nossos piolhos não são obrigados a gostar da pessoa que amamos.

    Mas as coisas sempre se resolvem...
    Há que ter paciência e dar tempo ao tempo.

    Mas eu sou da opinião que quem nos ama ama também os nossos filhos,porque são uma parte de nós.
    São uma parte do que é a pessoa que amamos.

    Beijos e fica bem.

    ResponderEliminar