segunda-feira, 23 de fevereiro de 2009

What A Wonderful World

Amor...........uma palavra algo complexa.....o que é o Amor? Bem podemos começar a falar sobre esta questão horas a fio sem parar....é claro que cada um tem a sua forma de exprimir e de saber o seu significado.....
Amor....para mim existe duas formas diferentes....amor paterno/materno como é obvio , é aquele amor que se tem pelos filhos e garanto que quando se deixa de ser filho e passamos a ser pais...notamos isso com muito mais intensidade.....Depois é claro que temos o AMOR por uma pessoa.....sim isso é algo complicado, amor de podermos fazer loucuras por ela....é um sentimento que temos , que acordamos a pensar na pessoa, deitamos a pensar na pessoa, sentimos um frio a subir pela espinha quando a vimos ou pensamos nela.....
As vezes, começamos a gostar de alguém, mas olhamos para a pessoa, não com aquele olhar de química, mas sim , com um olhar de alguém que nos é importante,que acima de tudo é um companheiro(a) que temos ao nosso lado. Alguém que nos faz ver a vida de outra maneira....mesmo que ela o faça indirectamente....mas a questão é que faz
Será que para começar a amar alguém é preciso haver paixão.....ou basta haver um clique.....e a partir dai as coisas irem acontecendo naturalmente....ou será que é preciso de falar os sentimentos a outra pessoa do que sentimos ou deixamos as coisas acontecer......Mas o que fazemos quando o coração aperta?.....da vontade de por tudo para fora e dizer o que sentimos.....mas há sempre um receio.....qual será a reacção do outro lado?....principalmente quando existe já uma boa e excelente amizade.
Todos somos diferentes e reagimos de formas diferente, podemos ter pontos de vista em comuns, porque também sem isso para que valia a pena apostar num relacionamento.....
Será que o arriscar vale a pena ? quantas vezes é que não pensamos em arriscar ? as vezes o não arriscar , podemos perder algo ainda melhor do que temos.....mas o amor que temos por alguém, sem sabermos o que a outra pessoa pensa , faz destas coisas, por-nos na duvida do que haveremos de fazer......
Será que tem que ser sempre o homem....a levantar as questões de sentimentos entre duas pessoas.....porque é que tem que ser assim ?
Amar e ser amado é das melhores coisas que podem existir......o sentir apaixonado diariamente....ter saudades da pessoa mesmo que seja por um ou dois dias porque não podemos estar com ela....por algum motivo em especial.....isto sim chamo de amor...as vezes basta o ouvir a voz , que já nos sentimos realizados.....
Deixem o vosso coração aberto....deixem ele receber o carinho.....passado é passado...agora há que saber aproveitar o presente e futuro.....sonhos temos todos....agora é aproveitar e po-los em pratica.....antes que seja tarde de mais.....

"Oh I am what I am
I'll do what I want
But I can't hide
I won't go
I won't sleep
I can't breathe
Until you're resting here with me
I won't leave
I can't hide
I cannot be
Until you're resting here with me"


3 comentários:

  1. Ah o Amor...L'amour...Love...

    Amar um filho ou uma filha deve ser um amor lindo,que nos deve preencher de um bem estar,de uma solidez de sermos amados e amarmos a pessoa que nos será mais importante para o resto da nossa vida,que estar lá sempre para nós a acarinharmos e que temos que ter a noção que será sempre da e a nossa responsabilidade que esse ser se sinta amado por nós e acarinhado e que estamos sempre disponiveis para fazer tudo por esse ser!
    Amar alguém é divinal.
    É o sentir a outra pessoa como parte de ti,sentir o cheiro,o sabor,ouvir a voz,sentir o toque,relembrar as expressões faciais,o riso,os lábios,os olhos as mãos,o corpo...E tudo isto sem teres a pessoa ao pé de ti...
    Sim,o ouvir a voz dessa pessoa por vezes chega,mas às vezes só o ver uma foto,ou até mensagens que a pessoa nos tenha escrito é o suficiente para nos acalmar o coração.
    Quando nos sentimos assim é bom e então se formos correspondidos é ainda melhor...
    Para começar a amar alguém por vezes bastama coisas minimas...A maneira como a pessoa sorri ou como está sempre a "picar-nos" ou a tentar arreliar-nos ou a maneira como a pessoa fala,etc.
    Por vezes basta um nada para significar muito e conseguirmos ver a pessoa como a pessoa amada.
    Dizer o que sentimos...
    Bem eu sou apologista de dizer...Porque se não disseres nunca saberás o que a outra pessoa te tem para dizer.
    Sem arriscarmos nunca saberemos o que há para lá do outro lado da linha...
    Esta é a minha húmilde opinião.
    Não quer dizer que sejam sempre os homens a dizer o que sentem...
    Mas lá continuamos na mesma lenga lenga,a sociedade é feita assim e enquanto as mentalidades não mudarem,não há nada a fazer...
    Eu quando gosto de alguém,digo e sou mulher!:o)
    Sou da opinião que devemos expressar o nossos sentimentos pelas pessoas de quem gostamos,
    sejam amigas(os),namorado,marido ou amante.
    Claro que acontece que por vezes essas pessoas não sabem aceitar bem o que lhes acabamos de dizer,podem não se sentir confortaveis...Não somos todos iguais,por isso reagimos de maneiras diferentes,mas mesmo assim eu gosto de dizer e prefiro dizer do que ficar calada.

    A vida é demasiado curta para não dizermos às pessoas de quem gostamos o que sentimos por elas.
    Perder alguém e acharmos que durante muito tempo não dissemos o que sentiamos por essa pessoa,dizer-lhe o quanto a admiravamos e gostávamos dela,é complicado de viver.

    Pos isso sempre que gostes de alguém,seja de que maneira fôr,sou da opinião que deves dizer.

    "Mas cada cabeça sua sentença!"-Como dizia a minha avó.


    Beijocas e fica bem paixão da minha vida.

    P.S.- Adoro esta música!!!!:D

    ResponderEliminar
  2. O que é o amor?
    Existem muitas definições para o que é o amor! Há o amor pelos pais, pelos filhos, amor esse que é natural, aprendemos a amar desde que nascemos e desde que os filhos nascem!
    O amor por alguém especial já é diferente! É um amor que conquista, que nos transcende, pelo qual fazemos as maiores loucuras!
    Amor e paixão são, para mim, sentimentos diferentes! Paixão é uma coisa muito louca, uma vontade de estar com a pessoa a toda a hora e segundo, é uma vontade de viver tudo ao mesmo tempo, como se não houvesse amanhã! Normalmente nunca dizemos logo "eu amo-te" mas sim "eu estou apaixonado/a por ti" O amor é uma coisa mais calma, a vontade de conhecer a pessoa é maior, o nunca esquecer de agradar, de lembrar o quanto a pessoa é importante para nós, é o partilhar a sua vida em todos os momentos, bons e menos bons, é deixarem de ser um só individualmente, para passarem a ser um só em conjunto!
    Muitas vezes temos medo de arriscar por um amor, porque não queremos sofrer, porque não sabemos o que a outra pessoa vai dizer, vai pensar, o que a outra pessoa sente por nós! Mas como vamos saber isto tudo se não arriscarmos? O Não está garantido, a partir daí, que mais termos a perder? Podemos sim é ganhar... e ganhar muito! Outras vezes perdemos uma oportunidade de se ser feliz, porque alguém está sempre à espera que o outro dê o primeiro passo! Mas esperar o quê? Não tem que ser o homem a dar o primeiro passo, nada disso! Isso era alguns bons anos atrás, nesta altura não faz sentido! Aliás, quando falamos de amor, as coisas não têm que fazer sentido, tem-se sim é que lutar por aquilo que se quer, por quem se quer!

    Muitos relacionamentos começam com a receita certa para o fracasso. É o que acontece quando o amor é confundido com necessidade e busca-se alguém para suprir carências, preencher buracos emocionais e exercer o papel de “salvador(a)” diante das dificuldades naturais da vida. Fazer isso é o melhor modo de dar partida numa relação falida.
    O amor é um sentimento que começa pela aceitação e que leva em conta o outro - alguém com vida própria, com objectivos, limitações e um percurso individual em direcção à sua realização.

    Eu tenho uma definição para o amor que acho que resume tudo aquilo que disse em cima:

    Um dia nós conhecemos alguém que até então não era ninguém, ele vai se aproximando de uma forma diferente, de uma forma meio carente.
    Ele começa por entender tudo que dizemos apoia tudo que fazemos, se interessa por tudo que pensamos e almejamos.
    Aos poucos vamos descobrindo que temos muitas coisas em comum.
    Cada dia que passa as conversas vão-se tornando mais profundas, quando percebemos já contamos alguns segredos já mostramos nossas fraquezas, dúvidas e medos.
    E o tempo vai passando... e esses momentos juntos, cada vez mais vão aumentando.
    Começamos a ter a necessidade de contar as alegria e o desejo de dividir as fantasias.
    Depois queremos dividir as tristezas, falar do passado, contar dos momentos que ficaram marcados.
    Em todos os instantes, queremos a sua opinião para resolver qualquer questão.
    Mais adiante queremos falar das vitórias mostrar nossas glórias, revelar nossos fracassos exibir nossas histórias... e o tempo vai ficando curtinho para dar tanto carinho, receber tanto amor e esquecer qualquer dor.
    Esse alguém divide tudo connosco, sem restrições, sem questionamentos, por puro prazer e encantamento.
    Quando percebemos estamos completamente dependentes dessa convivência, pois ela preencheu toda a nossa carência.
    Vemos então que não existe mais ninguém como esse alguém!
    Ele sabe dar atenção na hora certa e compreender nas horas incertas.
    Ele divide connosco emoções, ilusões, sonhos e sensações...
    Ele faz-se presente mesmo quando não está junto de nós, através de uma canção, de um poema ou de uma situação.
    Aí... descobrimos que já é AMOR!
    Surgem então as batalhas a serem vencidas, lutas a serem decididas e todas vão sendo resolvidas.
    O coração dispara cada vez que ele fala, cada vez que ele chega, cada vez que ele se cala.
    Começamos então a ter desejos, sentimentos fulminantes que afloram a todo instante. Misturam-se então, alma, desejo... uma louca sensação que não se explica, mas que se sente!

    ResponderEliminar
  3. O amor é algo complexo, cheio de mistérios, porque afinal existem muitas formas de amor....
    Que se chama ao sentimento que existe entre dois bons amigos? Uma forma de amor, porque afinal gostar seja de que forma for é uma forma de amar.
    Muitas vezes quando se ama, no conceito real da palavra, a ilusão é tanta que achamos que aquela pessoa que nos faz sorrir, por pequenas atitudes, também sente o mesmo. será que sim? Havendo essas dúvidas porque não arriscar e subtilmente perguntar e ficar a saber se o que sentimos é recíproco?
    Sabe termos alguém que nos acarinhe, que nos aceite como somos.
    Todos temos essa necessidade de amor, embora por vezes haja a necessidade de nos sentirmos sozinhos a esse nível, para nos encontrarmos. O estar sózinho não quer dizer que não possamos vir a amar, pelo contrário, mas esse isolamento acaba por ser um passo demasiado importante para poder vir a amar de novo.
    Não podemos julgar as pessoas que aparecem na nossa vida por aquelas que já passaram e já partiram.
    Não há pessoas iguais!
    Tem que se dar oportunidade a toda a gente.
    Ama!
    Quando realmente achares que o deves fazer. Nunca o faças simplesmente porque é a lei da vida!.... continua a ser tu próprio...e sê Feliz!!!!

    ResponderEliminar