terça-feira, 24 de fevereiro de 2009

Northern Lights

Luzes.....todos precisamos de uma luz ao fundo do túnel....será que a temos? Essa luz,pode ser de varias maneiras......amizade, família, amor, realização profissional...já agora quando é que nos sentimos realizados completamente? E o que é sentirmos realizados? podemos dizer que nos sentimos nos dias de hoje?
O sentir realizado....nunca nós sentimos a 100% , na minha opinião, falta sempre algo.....
Quantos de nós não pensa que vê uma luz , mas apenas é uma ilusão de óptica.....e só sabemos quando chegamos ao pé dela.....mas são estas pequenas coisas, mesmo que sejam uma ilusão fazem-nos ter força para viver, e seguir-mos em frente......mesmo quando lá chegarmos e vimos que não era a LUZ mas sim uma ilusão de óptica....ok ficamos tristes,em baixo......mas temos que seguir em frente.....custa? claro que sim.....mas a vida não acaba ai , ela continua....temos que saber dar a volta e voltar ao ponto de partida do túnel....talvez a seguir ficamos, com mais medo quando vimos essa luz....começamos a questionar tudo....será que é luz....ou será que é ilusão de óptica?
A vida não é feita de coisas fáceis, a que arriscar....claro com moderação....senão ficamos sempre no nosso canto.....e a pensar nos "ses"
Será que vale a pena ficar no canto? ou arriscar....mesmo que se perca tudo ou quase tudo que já foi conquistado? se não arriscar....podemos nunca sair do mesmo....seja pessoal ou profissionalmente.....claro que profissionalmente é sempre mais fácil arriscar do que pessoalmente....os sentimentos ai são diferentes.... doí mais perder algo....ou em alguns casos alguém....por arriscar....do que perder um trabalho...

4 comentários:

  1. A dôr de "perder" alguém que está vivo,que sabemos que pode estar com outra pessoa que não nós,dói.
    Dói o facto de essa pessoa já não nos querer ou não nos querer.
    Claro que há que seguir em frente,mas há que dar tempo à cura,ao conhecimento e entendimento do próprio,para conseguir voltar a acreditar,a investir,a aceitar que tudo tem um meio de se conseguir viver com.
    Dar tempo ao seu "eu" para conseguir aceitar no seu interior que a outra pessoa não nos quer,seja de que maneira for,como amiga(o) ou como namorada(o) ou parceira(o)/companheira(o).
    Essa dôr,acarreta inúmeras etapas,às quais temos que saber gerir e ficarmos resolvidos em relação a esse episódio para depois,
    conseguirmos pensar e acreditar na tal luz ao final do túnel...
    Por vezes a "queda" é tão grande que a pessoa não acredita nem na luz nem sequer na ilusão dessa mesma luz.
    Há que seguir em frente,conhecer novas pessoas,fazer novas amizades,continuar na construção das amizades já existentes e lutar por outros objectivos,que nos vão fazer sentir um ser mais realizado,um ser melhor e pensar que quem fica a perder é a outra pessoa,que somos superiores a isso,mas ter a noção que saimos magoados e que temos que nos remendar,pois o coração rasgou-se,mas o rasgão remenda-se...
    Pode levar algum tempo,pouco tempo ou até muito tempo...
    Depende de pessoa para pessoa,pois cada um vive com intensidades diferentes tudo o que lhe acontece.
    Arriscar?Eu acho que se deve sempre arriscar em termos sentimentais,porque certezas ninguém tem e um dia podemos "perder" essa pessoa na maneira que também dói,mas que não pode nunca ser remediado,através da morte,e o sentir que nunca se disse o que se queria dizer a essa pessoa e nunca mais haverá hipotese de tal é muito pior.
    Por isso eu digo sempre,que mais vale saber a verdade e deixar de fazer castelos no ar do que ficar na dúvida e começar a pensar em tudo o que a outra pessoa faz connosco ou nos diz que podemos interpretar de maneira diferente do que na realidade é.
    Começa-se a analisar tudo ao pormenor e pensar:
    "Será que é?"...
    "Ou será que não é?"...
    Por isso não há nada como tirar as dúvidas e dizer,perguntar,falar com a pessoa.
    Se ficarmos no nosso canto,quer seja em termos profissionais ou em questões sentimentais nunca evoluimos,nunca mesmo nos sentiremos realizados,nem a 100%,nem a 60% ou a 18%... Ficamos sempre na dúvida e passamos a vida a pensar:
    "Se tivesse feito isto ou aquilo..."
    "Se tivesse dito isto ou aquilo..."
    "Devia ter feito isto ou aquilo..."


    Beijocas e fica bem. ;o)

    ResponderEliminar
  2. essa luz acaba por ser essencial para conseguirmos viver...
    são esses túneis com a luz ao fundo que nos fazem viver..
    nunca desistas dos teus sonhos......porque a luz estará lá sempre pra ti...

    ResponderEliminar
  3. "Eu tenho um trabalho, uma casa, um carro, tenho dinheiro, tenho uma familia! Sim sinto-me realizado/a" Será isto completamente verdade? Na minha opinião, não, não é verdade! O Ser Humano é por natureza um ser insatisfeito! Quer sempre mais do que tem!

    Muitas vezes, brinca-se com o "ver a luz"! Estamos numa conversa entre amigos ou em familia e dizemos "eu estou a ver a luz!!" O ver a luz não é mais que uma esperança num futuro melhor, numa saída de uma situação menos boa em que estamos, numa prespectiva de um emprego melhor... Mas para se "alcançar" a luz é necessário esforço, dedicação, abertura aos desafios que a vida nos impõe! Quantos de nós está disposto a isso? Na teoria todos, agora na prática... A grande maioria está atolada no medo. Receamos nos aventurar, criar, gostar de alguém; temos medo das nossas próprias atitudes, especialmente aquelas que nascem espontaneamente, da pulsação de nossos corpos. Temos vergonha de amar, de cantar, assobiar, de rir sozinhos, de abraçar, beijar, de sentir prazer! Tornamos-nos áridos, secos, mordazes, inteligentes demais.

    Devemos sempre sonhar com coisas melhores, coisas que desejamos realizar.
    Sonhar e agir. Sem acção os sonhos acabam morrendo de inanição.
    Dentro de nós há toda força que precisamos para fazer tudo o que se quer na vida.
    Essa força pode estar muito escondida, mas ela esta lá, esperando que nós a descubramos...

    Comecemos por limpar da nossa mente os maus pensamentos.
    Fazer um "delete" em tudo que não presta dentro de nós. Sim, fazer uma limpeza mesmo!
    Arrastar tudo para o lixo.... A tristeza, o medo, o pessimismo (esse, então, nem se fala) e tudo mais que se consider negativo e depressivo.
    Tratar de ter pensamentos positivos.

    Queres fazer tua vida ou queres que a vida te dê a felicidade como uma benção, de presente?

    A felicidade geralmente tem que ser conquistada, mesmo que para isso tenhamos que sofrer, chorar, passar por momentos difíceis.
    Mas tudo isso acaba e só não consegue ser feliz quem não tenta ou quem pára de tentar.

    Como já referi em cima, todos nós queremos ver a luz e caminhar em direcção a ela, mas isso requer esforço e dedicação, requer arriscar mesmo que percamos novamente! Todos já passamos por momentos difíceis, já perdemos pessoas que amávamos, pessoas que achámos que seriam para sempre! Sofremos, chorámos, sentimo-nos muitas vezes sem valor, questionamo-nos se valerá a pena continuar lutar! Claro que sim!! Temos que lutar sempre! Ninguém gosta de sofrer, mas se não arriscarmos, nunca iremos saber qual o final! Ninguém disse que os trilhos da vida seriam fáceis, claro que não são, mas SÓ depende de nós, torná-los menos dificeis! Temos muitas vezes que observar as atitudes que nos levam à direcção oposta à felicidade, olharmos para nós mesmos, para o predador que temos dentro de nós! Muitas vezes ele nasce de vozes muito convicentes, na sua maioria destrutivas, fazendo-nos acreditar que não somos bons suficientes! E que fazemos? Enganamo-lo, fingimos obedecer, criamos uma armadilha para aprisiona-lo e trancamo-lo! As chaves, essas ficam para nós, bem guardadas!
    Somente quando tivermos coragem suficiente para aprisionar esse predador, poderemos seguir em direção à nossaliberdade, ao prazer, e consequentemente, à tão sonhada felicidade....

    "A felicidade está onde a colocamos e não onde a procuramos"

    O passado existe apenas nas nossas memórias, a não ser em casos especiais, onde alguns traumas não resolvidos ainda gritam com força impedindo-nos a felicidade.
    Todos nós queremos que as nossas vidas sejam mais do que a luta pela sobrevivência.
    Todos nós sentimos amor, temos vida, sonhos e fantasias nos nossos corações, e na maioria das vezes não damos vazão a esses maravilhosos sentimentos.
    Mas afinal, porque deixamos que o nosso amor e alegria desapareçam, se sonhamos diariamente com a felicidade, e procuramos por todo o tempo o amor?
    Por que sabotamos nossa felicidade?
    Por que temos tanto medo da liberdade e do prazer?

    "Não corra atrás das borboletas; cuida do teu jardim e elas virão até ti.
    A vida usa símbolos para que possamos entender que, antes de merecermos aquilo que nós desejamos, precisamos estar prontos e maduros.
    Devemos compreender, que a vida segue o seu fluxo e que ele é perfeito.
    Tudo acontece no seu devido tempo.
    Nós é que nos tornamos ansiosos e estamos constantemente querendo 'empurrar o rio'.
    O rio corre sozinho, obedecendo o ritmo da natureza.
    Se passarmos todo o tempo a desejar as borboletas e reclamando porque elas não se aproximam de nós, embora vivam no jardim do nosso vizinho, elas realmente não virão.
    Mas, se nos dedicarmos a cuidar do nosso jardim, a transformar o nosso espaço (a nossa vida) num ambiente agradável, perfumado e bonito, será inevitável: as borboletas virão até nós.
    Dá o que tens de melhor e a vida te retribuirá...."

    ResponderEliminar
  4. Ilusões de óptica....
    Uma frase, vários conceitos.
    Quantas vezes temos a ilu~sao completa das coisas?
    Por vezes achamos que vemos a nossa luz onde ela não está?
    Mas acabamos por "remar contar a maré" por algo que no nosso intímo até sabemos que não é aquilo que realmente queremos, mas como gostamos às vezes de ser "cabeça dura" só quando lá chegamos e vimos que afinal não é a luz que tanto queremos e sim uma pura ilusão óptica.
    Não digo que não lutemos, claro que sim!
    Mas andar atrás de algo que sabemos logo à partida que não é o que queremos?
    Isso é ser masoquista e que adoramos o sabro da derrota.
    Porque não abrir os olhos a tempo?
    Sei que a vida não é feita de conselhos, de opiniões, e a maior parte das vezes isso é gastar "latim" porque vão pela sua cabeça.
    Talvez por eu própria já ter batido com a cabeça, talvez haja alturas que até era bom ouvir o que me dizem...
    sim porque por vezes os outros até têm razão.....
    Mas mesmo assim continuo a lutar pelos ideais que criei, por aquilo que acredito.....pela luz ao fundo do túnel.....

    ResponderEliminar